Buscar

Skate e FESEB são destaques no Jornal A tarde

Atualizado: 23 de jul. de 2021



No ultimo dia 11/07/21, no caderno Muito do Jornal A tarde, saiu uma extensa materia sobre o skate, as olimpíadas e seus desafios, leia um trecho da materia: "É até difícil imaginar que o que começou como um improviso para os surfistas da Califórnia lá por volta da década de 1950, que não podiam surfar por causa das condições desfavoráveis das ondas, pudesse virar um esporte olímpico. Assim surgiu o skate, quando surfistas tentavam imitar as manobras das ondas usando rodas e eixos montados em pranchas de madeira. As piscinas vazias eram um excelente lugar para a brincadeira.


O skate é um dos cinco novos esportes nos Jogos Olímpicos deste ano junto com beisebol/softbol, karatê, escalada e surfe, que ainda estão em fase de teste, portanto, não fazem parte de forma definitiva do quadro de esportes. Mas o surfe no asfalto já tem vaga garantida nos Jogos Olímpicos Paris 2024.


O skate é um esporte radical que pode ser considerado como atividade recreativa, um estilo de vida, uma profissão ou até um meio de transporte. E cada um enxerga a prática de uma forma diferente.


Felipe Oliveira é um dos nomes de destaque da atualidade no Brasil. O baiano de 26 anos começou aos 11 e nunca deixou de praticar. Hoje, o skatista mora em São Paulo, onde a cena do skate consegue ser mais promissora do que nos estados nordestinos.


Assim como os surfistas do passado, Felipe chama a atenção pela sua criatividade. Entre os seus lugares preferidos de Salvador para andar de skate estão as praças do Pelourinho, a pista dos Barris (na época da sua construção), e o Jardim dos Namorados, onde ele diz que se “criou” no skate.


Leia na integra clicando aqui.

3 visualizações0 comentário